Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Publicado por - 27/07/2013 - Psicanálise

Origem do direito de existir – Winnicott (Na minha tese de doutorado)

O self verdadeiro é compreendido como uma existência real acompanhada de um sentimento de realidade, que surge pelos gestos espontâneos e criativos vivenciados pela pessoa, resultado da ação de suas próprias idéias. Considerando que o self verdadeiro se apresenta como sentir-se real, o não-self ou falso-self pode ser resultado de um sentimento de irrealidade, de inutilidade. À medida que o mundo é  apresentado à criança, pelo apego e necessidades interpessoais, afetos e interações, o bebê vai percebendo que existe por si próprio, vai adquirindo e experimentando o seu direito de existir no mundo.

Deixe uma resposta

Translate »