Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Publicado por - 27/09/2013 - Psicanálise

Para a noite – Hanna Arendt

 

 

 

imgres

 

Para a Noite

Inclina-te, tu consoladora, suavemente sobre meu coração

Dá-me, silenciosa, o alívio das dores.

Cobre com tuas sombras sobretudo a claridade

Dá-me o cansaço e a fuga frente ao deslumbramento.

Deixa-me teu silêncio, o refrescante desprendimento

Deixa-me no escuro ocultar o mal

Se a claridade me atormenta com novas faces,

Dá-me tu a força para constante ação

 

Hannah Arendt

 

Deixe uma resposta

Translate »